quarta-feira, 20 de abril de 2011

Correção

Menos de um ano, ele espera, e é fácil, fácil julgar, fácil idealizar, sentar-se e esperar. Fácil demais observar e conceituar si mesmo sobre tudo. Há tempos ele quer fugir das relações que não são nada mais que falsas projeções.

Fugir não, encontrar-se. É preciso tentar ser o máximo que você possa ser. Eu não sei quando é o fim. Ele ainda está aqui. Somos todos partes de todos.

Não espere que eu me deleite ao seu lado. Já não obedeço a nada mais.

Um comentário:

  1. Bom dia,tudo bem com você?
    Estou passando hoje para lhe apresentar um novo Projeto que estou iniciando em parceria com o Dono do Blog "A arte de um sorriso". Caso lhe interesse, o link está aqui : http://atras-do-pensamento.blogspot.com/

    Obrigada pela atenção.
    Beijos

    ResponderExcluir