domingo, 16 de agosto de 2009

E é assim que eu sei..

Idealista desde pequeno, revolucionário precoce por assim dizer, o que fazer? Se você é o raio da minha manhã e nunca canso de te dizer. O que eu posso fazer se não me importo de parecer bobo as vezes em ficar te olhando parado, de construir e te fazer o que for, só pra poder ver?

Sabe eu realmente já te falei milhares de coisas que poderiam ser só um "eu te amo". Eu mesmo sei que estou longe de ser o cara que as garotas sonham, não tenho um monte de coisas que pra muitas pessoas é bastante importante e basicamente estou longe de ser um carinha do futuro feito.

Só que eu não sei o que me dá, quando vejo seu sorriso, quando ouço sua voz, alguém já conseguiu esquecer do mundo apenas olhando cabelos balançando? Posso dizer que já. Não digo essas coisas pra ficar agradando, bancar o carinha legal, mas porque são verdades, são coisas que sinto, eu escrevo o que sinto. Eu realmente sei que é difícil pra muitas pessoas e era até mesmo pra mim, falar o que sente, escrever, correr atrás...

Difícil é porque pode dar vergonha, pode parecer coisa de doido, pode parecer exagerado, sentimental demais e seguindo os conceitos e padrões, realmente é. Nem mesmo sei se te causo o que eu quis sempre causar, se um dia ainda vou poder te fazer sentir que pra voar não é preciso ter asas, basta apenas segurar nos braços de quem se ama, se quer, se sente bem.

Se por acaso você passar e ler isso, se sinta feliz, dê um sorriso, porque você conseguiu fazer alguém muito bem e ainda consegue todas as vezes que quer. Saiba que você é linda, tão linda por fora e por dentro mais ainda, que as pessoas que não te conhecem estão perdendo uma oportunidade inestimável, saiba que você é capaz de tudo e que quando escrevo coisas assim é porque vou pra cama com você na minha mente, da mesma forma do dia em que tremi tanto em segurar sua mão pela primeira vez.



De alguma forma tudo que eu tenho cheira a você e mesmo eu aqui de canto do meu lado, quieto, calado, vou continuar tranquilo enquanto as estrelas apagam e acendem, vou indo, devagar e irrelevante a qualquer um, como são as coisas..


E aos possíveis leitores que possivelmente não existem, desculpe o romantismo antiquado HAHAHA.

Um comentário:

  1. está desculpado, até porque existem leitores :D
    cá estou !

    ResponderExcluir